Ακρόπολη Αθηνών

Por: Ioanna Venieri, arqueóloga

Tradução: Jenifer Lu

 
 
 

Visão Sudoeste de Acrópolis com a encosta

Fonte: odysseus.culture.gr

 

maior e o mais exuberante santuário da antiga Atenas é dedicado principalmente a sua protetora, a deusa Atena. O templo foi construído no século V a.C e domina o centro da cidade no rochoso penhasco conhecido como a Acrópolis, que se localiza a nordeste da colina. As celebrações mitológicas da antiga Atena, seus grandiosos festivais religiosos, os primeiros cultos e diversos eventos decisivos na história da cidade estão relacionados a esse santuário. A Acrópolis se tornou um recinto sagrado no século VIII a.C. com o estabelecimento do culto a Palas Atenas.

Os monumentos do templo foram levantados em harmonia com seus cenários naturais. Estas obras-primas da antiga arquitetura reúnem diferentes ordens e estilos da arte Clássica que influenciou a arte e a cultura por muitos séculos, sendo assim um reflexo preciso do esplendor, poder e riqueza de Atenas em seu apogeu, a Era de Ouro de Péricles.

Uma fortificação foi construída ao redor da colina no século XIII a.C., e desse modo a cidade virou o centro da civilização Micênica. O santuário floresceu com Pisístrato na metade do século VI a.C, quando a Panathinaia, o maior festival religioso da cidade foi estabilizado e as primeiras construções monumentais de Acrópolis erguidas, entre eles o chamado “Templo Velho” e de Hekatompedos, o predecessor do Parthenon, ambos dedicados a Atena. Numerosas oferendas, como objetos de mármore, bronze e estatuetas de terracota, eram dedicadas ao santuário. O rochedo sagrado foi dedicado à deusa Atena, mas sua encosta foi ocupada por vários outros cultos. Inúmeras grutas na encosta setentrional foram usadas como santuários e chegou a ter aproximadamente 1 km de comprimento, o qual ocupou todo o caminho de penhascos até a encosta meridional com diversos templos e outros importantes monumentos. 

Imagem aérea do rochedo de Acrópolis

Fonte: odysseus.culture.gr

 

Anúncios